25/05 ~ Gabrielzinho do Irajá canta Cacique de Ramos 

Teatro Rival Petrobras apresenta:

Gabrielzinho do Irajá canta Cacique de Ramos 

Gabrielzinho do Irajá tornou-se conhecido do público ao fazer uma participação especial na novela “América” (2005), de Glória Perez. Seu personagem, um jovem músico cego que comandava rodas de samba, era a sua própria história. A carreira decolou e o jovem sambista não saiu mais da cena musical. Agora, o cantor apresenta um musical com a história e os principais clássicos do Cacique de Ramos. O show acontecerá no Teatro Rival Petrobras, na Cinelândia, no dia 25 de maio, sábado, às 19h30. O show tem a participação especial de Marquinhos China. Os ingressos estão à venda e os 100 primeiros compradores pagam o valor promocional de R$ 40,00.

Uma grande homenagem ao movimento que mudou a forma de tocar, cantar e compor o samba: os inesquecíveis pagodes que rolavam nas noites das quartas na quadra do Bloco Cacique de Ramos, no final dos anos 70 e início dos 80. Com roteiro e direção de Marcos Salles e direção musical de Gegê Dangola, o espetáculo vai lembrar algumas boas histórias destes bons tempos não vividos pelo jovem Gabriel, que tem apenas 23 anos.

No palco do Teatro Rival Petrobras, Gabrielzinho receberá o cantor e compositor Marquinhos China, que esteve em muitas daquelas quartas históricas, nos bons tempos das noites de quarta no Cacique de Ramos. Enfim, será uma noite de bons sambas, boas histórias e surpresas, remetendo às célebres noites das quartas na quadra do Cacique de Ramos.

A primeira vez que foi ao Cacique Gabrielzinho tinha 7 anos e não encontrou Almir Guineto, Neoci nem Jorge Aragão ou Arlindo Cruz e Sombrinha, alguns dos nomes que tanto ouvia nos então LPS. Mesmo assim, logo cedo já conhecia todos os sambas que foram gravados e são sucesso até hoje nas rodas que acontecem no país.
No repertório do show, músicas como Doce Refúgio, Camarão que Dorme a Onda Leva, Coração Feliz, Vou Festejar e Caciqueando, incluindo um momento que não podia faltar nos pagodes do Cacique: a hora dos versos de improviso, entre mestres como Almir Guineto, Baiano, Zeca Pagodinho, Deni de Lima e Sombrinha, entre outros. Desde pequeno que Gabrielzinho é um dos bambas nos versos de improviso numa roda de partido-alto.


Serviço

Teatro Rival Petrobras – Rua Álvaro Alvim, 33/37 – Centro/Cinelândia – Rio de Janeiro. Data: 25 de maio (sábado). Horário: 19h30. Abertura da casa: 18h. Ingressos: R$ 60,00 (Inteira), R$ 40,00 (Promoção para os 100 primeiros pagantes), R$ 30,00 (meia-entrada). Venda antecipada pela Eventim – http://bit.ly/IngressosRival2019_2GIaEKp Bilheteria: Terça a Sexta das 13h às 21h | Sábados e Feriados das 16h às 22h Censura: 18 anos. www.rivalpetrobras.com.br. Informações: (21) 2240-9796. Capacidade: 350 pessoas. Metrô/VLT: Estação Cinelândia.

*Meia entrada: Estudante, Idosos, Professores da Rede Pública, Funcionários da Petrobras, Clientes com Cartão Petrobras e Assinantes O Globo